Entenda a importância do nutricionista (esclarecimento)

Pe. Marcelo,

Acompanho seu trabalho há muitos anos e sempre fui encantada com seu ministério sacerdotal e por isso mesmo fiquei perplexa com o que o senhor falou no programa de 11.11.

Só posso entender que o senhor tenha feito esse tipo de comentário por falta de conhecimento do extenso e maravilhoso trabalho que nós nutricionistas fazemos em diversas áreas da sociedade.

O senhor menciona no vídeo a seguir,  que conhece o trabalho realizado pelas  nutricionistas, pois como educador físico teve muito contato com elas. Mas, isso tem pelo menos 21 anos, afinal esse ano o senhor completa, o que chamou de “maioridade sacerdotal”, no programa de 18.11.

Nesses últimos 20 anos a ciência da nutrição evoluiu muito, assim como outras áreas da saúde. Não sei se o senhor já ouviu falar da nutrigenômica que hoje é uma realidade em nossos consultórios.  Através dos nutrientes, nós nutricionistas, podemos ajudar o paciente a melhorar a expressão dos seus genes.

Isso é fabuloso e faz toda diferença na sociedade, pois uma pessoa com seu total potencial expresso é um ser humano melhor, pois como costumo dizer: nutriente dá inteligência às nossas emoções.

Assim como eu padre, diversas colegas em todo Brasil estão cada vez mais, investindo em seu conhecimento científico buscando se aprimorar inclusive nos EUA no Instituto de Medicina Funcional onde faço minha certificação.

Ser nutricionista para mim é mais do que ter uma profissão. É a missão de cuidar do corpo humano, templo do Espírito Santo e obra prima da Criação.

Compartilho com vocês as notas do Conselho Federal de Nutrição:

 

Sistema CFN/CRN contesta afirmações de padre Marcelo Rossi

 

O Sistema Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas (CFN/CRN) contesta veemente as informações divulgadas pelo padre Marcelo Rossi em seu programa Momento de Fé, da Rádio Globo AM, que foi ao ar no último dia 11 de novembro. Marcelo Rossi prestou um desserviço aos ouvintes ao menosprezar profissões regulamentadas como a do nutricionista, com afirmações equivocadas que confundem a opinião pública sobre as reais habilidades deste profissional.

O padre afirmou que “queria alguém mais especializado [para fazer reeducação alimentar]… um [médico] nutrólogo… portanto, é muito mais que um nutricionista”, demonstrando nítido desconhecimento sobre as habilidades e competências do nutricionista.

É importante esclarecer a sociedade que ao nutricionista é dada a autonomia profissional em suas atividades, condição consolidada pela Lei Federal 8234/91, que também lhe confere atividades privativas, como: “assistência e educação nutricional para coletividades ou indivíduos, sadios ou enfermos, em instituições públicas e privadas e em consultório de nutrição e dietética; assistência dietoterápica hospitalar, ambulatorial e a nível de consultórios de nutrição e dietética, prescrevendo, planejando, analisando, supervisionando e avaliando dietas para enfermos”; entre outras.

Hoje, mais de 100 mil nutricionistas são registrados no Sistema CFN/CRN, atuando em todos os níveis de atencao a saúde com trabalhos científicos reconhecidos nacional e internacionalmente em suas diversas áreas de atuação.

Solicitamos ao padre e a Rádio Globo AM que se retratem ou nos concedam espaço no mesmo veículo, entendendo que a maior beneficiada com o esclarecimento dos fatos será a sociedade brasileira. Somente assim o direito de todos à verdade será restabelecido.

Fontehttp://www.cfn.org.br/index.php/sistema-cfncrn-contesta-afirmacoes-de-padre-marcelo-rossi/

Este artigo foi escrito por Gisela Savioli

Categorias

Deixe seu comentário